Ser assertivo sem ser reativo

Ao que me parece, muitas pessoas confundem a capacidade de se expressar afeto com passividade e/ou permissividade.
Muitas vezes, quando precisei colocar limites em pessoas invasivas, já ouvi a frase: ” Nossa, mas você fala tanto em se focar no afeto e agora está agindo assim?”
Entretanto, o que muita gente não sabe, é que por limites em pessoas invasivas também é sinal de amor, principalmente amor próprio.
Na maioria das vezes, a pessoa que é invasiva, não percebe que é, ela ainda não desenvolveu essa consciência.
Então, minha sugestão amorosa de hoje é: delimite seu próprio espaço com generosidade.
Por limites não significa agredir o outro,significa apenas mostrar até onde aquela pessoa pode ir com você de forma que a relação fique saudável para ambos os lados.
Dá para ser assertivo sem ser reativo.O que não dá é para ficar “engolindo sapos” para ser bonzinho, até porque, a bondade genuína vem da consciência e não da auto-anulação.

Com amor, leveza e alegria,

Gisela Vallin

Postado por:
Gisela Vallin
Gisela Vallin

Responder

  1. Elaine disse:

    Ler suas mensagens, e assistir seus vídeos melhorou muito o meu modo de viver,sou muito grata

  2. Tamires disse:

    Oi, Gisella. Acompanho vc no seu canal. Sou cristã, mas como vc diz sinto muito afinidade com sua energia e suas postagens tem me ajudado em várias áreas da vida, gratidão por isso. Se vc puder me tirar uma dúvida, agradeço. Há algo de especial com determinadas datas? Por exemplo, ano passado dia 08/02/2016 acabei um relacionamento, sendo que no outro dia seria aniversário de namoro. Este ano, dia 08/02/2017 perdi um primo lindo, jovem, querido e amanhã seria aniversário dele. Isso é uma coincidência macabra ou as datas podem ser carregadas de alguma energia ruim? Ou significa fechamentos de ciclos? Agradeço se puder responder!

  3. Amanda Shohrer disse:

    Pois é, a gente acha que para agradar as pessoas nós precisamos nos anular e isso é totalmente destrutivo conscientemente. A Assertividade é fundamental para estarmos conectados com os outros, sem manipular ninguém, é estar sempre ouvindo mais e falar menos, estar dentro do outro. Gisela Vallin, que maravilha de trabalho que você faz aqui e no seu canal no YouTube, os meus parabéns à Você e Muito Grata por Tudo, Linda !

  4. Bruna disse:

    Já sou sua fã! Te achei hj na internet e me foi extremamente positivo este contato que tive com você! Super sinto afinidade com sua energia, e estarei sempre perto! Um forte abraço!

  5. Maila disse:

    Oi Gisela
    Eu gosto muito do seu trabalho
    Eu tenho dificuldade em não ser reativa, eu gostaria muito que você desse exemplos de frases que eu poderia usar.
    Obrigada

  6. Keila disse:

    Olá Gisella, você tocou exatamente em um dos pontos que enfrento como dificuldade nos relacionamentos, principalmente se tratando em ambientes de trabalho. Em todos os empregos que passei e não foram poucos, sofri com esse tipo de gente ”INVASIVAS”, normalmente elas gostam de perguntar muitas coisas da nossa vida e falar da vida alheia, botam defeito nas outras pessoas como se fosse verdade absoluta, pelo o fato de eu não ter aprendido ser ”Serena” ou educada na hora de colocar limites nesses tipos de pessoas, sou muito interpretada como ”Grossa” quando chega nesse estágio, a relação vai só piorando ao ponto de agirem com mal dizeres a meu respeito e formar grupinhos que falam desses assuntos e me colocam no meio da conversa, isso acaba me afetando, sofro muito com isso, já desisti de muitos empregos por não saber lidar com essas coisas, hoje estou desempregada e sem forças do que fazer da minha vida.

  7. Keila Camilo disse:

    Olá Gisela, vi o vídeo em que fala sobre esse assunto. É sempre bom aprender um pouco mais do viver. Obrigada por compartilhar as suas experiências com a gente.

  8. Giselle disse:

    Gisela, você pra mim significa o início da fase mais importante da minha vida. Aprendi e venho descobrindo tantas coisas com seus vídeos que já posso dizer que, com sua ajuda, sou hoje menos reativa e muito mais feliz! Obrigada por tudo! Beijos! Giselle.